Manutenção predial: como fazer da maneira correta?

Por mais que um prédio tenha sido construído, a partir de uma mão de obra qualificada e que os melhores materiais tenham sido usados, a deterioração é inevitável. Por isso, a manutenção predial é uma necessidade para manter o local em bom estado ou na situação em que ele estava quando você passou a usá-lo.

Muitas pessoas só se dão conta da necessidade de conservação quando algo mais crítico acontece e pede reparos urgentes. É interessante pensar que, antes de assinar com qualquer empresa de manutenção, é preciso que entendam qual é o objetivo do seu negócio para fazer a contratação mais acertada.

Neste artigo, nós tratamos de todos os pontos ligados à manutenção predial com a ajuda de Luiz Mauro Reis. O diretor de negócios da Veman, que faz parte do grupo Verzani & Sandrini, mostra o que deve ser observado para uma manutenção eficiente. Vamos lá?

O que é manutenção predial?

A manutenção predial nada mais é do que cuidar de todos os sistemas e subsistemas de uma edificação, sejam elétricos, hidráulicos, questões referentes ao ar-condicionado, civil, dentre outros.

De acordo com o diretor de negócios da Veman, esta manutenção “está ligada ao fato de você manter a edificação das suas instalações em pleno funcionamento”. Isso no real sentido de preservação, garantindo que um prédio esteja funcionando plenamente e da melhor maneira. “A obrigação de quem faz a manutenção é evitar a quebra, falha, reduzir ou eliminar a consequência da falha”, completa.

Luiz Mauro faz uma comparação interessante: “imagine um carro usado, ano 2000. Ele nunca será transformado em um automóvel 2020. Mas, com manutenção, você consegue garantir um bom funcionamento, por exemplo”.

Lembrando que todo edifício, prédio industrial, condomínios e casas pedem algum tipo de manutenção. Ou seja, não se trata de algo específico a determinadas edificações.

Quais os tipos de manutenção predial?

São três tipos de manutenção existentes e eles são aplicados de acordo com as necessidades do cliente, seja para uma correção mais específica ou, de fato, no sentido de evitar a deterioração da edificação. “Elas se designam por falha, por tempo e por condição”, conta Luiz Mauro Reis. Na sequência, nós explicamos melhor.

Corretiva

A manutenção corretiva não tem prioridade pré definida, de acordo com a explicação do diretor da Veman, está relacionada a falhas pontuais que vão acontecendo, como troca de lâmpadas, questões hidráulicas, entre outros.

Preventiva

Para a manutenção preventiva, o principal fator é definir um plano de manutenção. Isso porque a essência é impedir que os problemas apareçam e manter a edificação no melhor estado possível.

“Existem definições programadas, ou seja, é preciso fazer determinados reparos com uma periodicidade definida para garantir que todos os sistemas e subsistemas de um prédio estejam em dia”, conta o diretor de negócios da Veman.

Preditiva

Assim como a preventiva, a ideia é prever possíveis danos, mas não de acordo com o tempo de uso. A manutenção preditiva é determinada por questões de condição.

“Neste tipo, é possível gerar a definição por meio de análises, ensaios e outras técnicas que gerem a condição de atuar”. Na prática, pense na troca de óleo do carro que deveria acontecer a cada 10 mil quilômetros rodados. As condições de uso do carro, podem influenciar diretamente o período em que a troca de óleo deve ser feita.

Quais são os serviços inclusos na manutenção predial?

Há uma grande variedade de atividades relacionadas à manutenção predial. Por isso, é preciso contar com um time múltiplo, que posso dar conta de tudo, como:

  • atividades relacionadas à pintura;
  • questões hidráulicas, seja problema com descargas, entupimentos e vazamentos;
  • trocas de peças, como do elevador ou do ar-condicionado;
  • reparos em relação à infiltração;
  • conserto de rachaduras ou fissuras que surgem com o tempo;
  • substituições de pisos ou azulejos quebrados;
  • problemas relacionados à fiação e instalação elétrica em geral;
  • verificação e reparação de para-raios;
  • checagem e ajuste de extintores de incêndio e hidrantes.

Quem deve fazer parte da equipe?

Para oferecer uma variedade ampla de serviços, as equipes precisam ser compostas por diversos profissionais específicos, como mecânicos, mecânicos de refrigeração, eletricista, artífices, engenheiros hidráulicos, pintores, entre outros.

Manutenção predial versus industrial: qual a diferença?

A manutenção industrial normalmente atua diretamente no equipamento final de produção. Para essa manutenção, é necessária uma mão de obra mais específica. Já na manutenção predial, a diferença básica está no objetivo do contratante. “Quanto maior a confiabilidade de um equipamento ou subsistema, maior a necessidade de investimento para esta”, explica Luiz Mauro.

Como fazer uma manutenção predial eficiente?

A primeira dica é ter em mente qual o seu objetivo empresarial, lembrando que uma maior confiabilidade requer mais investimentos.

Também é preciso estar atento aos três Ps da empresa contratada para esse serviço: pessoas, processos e produto, uma metodologia do empresário Marcus Lemonis. A seguir, detalhamos mais:

  • pessoas: refere-se à equipe que realiza o trabalho. Nesse caso, a manutenção predial. Ter treinamentos constantes e entender o processo de contratação, por exemplo, quando as vagas são descritas detalhadamente é uma segurança;
  • processos: quando uma companhia tem processos claros e consistentes, há diversas garantias, entre as quais projetos mais seguros, redução de custos e confiabilidade;
  • produto: entender como o serviço oferecido é avaliado e cotado no mercado dá um panorama mais completo sobre a empresa em questão. Saber sobre dados e satisfação de terceiros que já optaram por esse produto é uma forma de se cercar de garantias.

Assim, antes de qualquer contratação, é essencial ter todos esses itens bem alinhados para que o resultado final não seja afetado e o serviço seja algo garantido.

Como acertar na escolha de uma empresa especializada?

É interessante buscar por empresas de terceirização, que tenham um nome respeitado no mercado, e por profissionais bem capacitados. Além disso, é válido entender melhor sobre os serviços prestados para outras companhias, se elas estão satisfeitas, quais as reclamações etc. Outro ponto a ser analisado é a equipe, que fica à disposição para fazer as manutenções, garantindo eficiência e agilidade no atendimento, além, é claro, da confiabilidade dos serviços prestados.

Por que os serviços de manutenção predial da Verzani & Sandrini são diferenciados?

A solidez do grupo e o fato de estar presente no Brasil todo, com clientes de norte a sul, são muito relevantes, mas não para nisso. “A Veman, que faz parte da Verzani & Sandrini, é uma empresa que nasceu e vive de manutenção 24h no dia. Também conta com profissionais gabaritados, experientes no setor, além de ter processos e procedimentos muito bem definidos para as manutenções corretiva, preditiva, preventiva”, aponta Luiz Mauro Reis.

Um diferencial é quanto à contratação dos profissionais. “Temos um primeiro processo de recrutamento e seleção focado, com uma descrição de vaga específica e definimos bem as aptidões necessárias de cada um dos profissionais”, relata o profissional.

A empresa também conta com ciclos anuais de reciclagem e treinamento, tanto comportamental quanto técnico, para garantir a continuidade e a confiabilidade dos serviços prestados.

A manutenção predial é uma necessidade constante, em qualquer setor de negócio, e ajuda a manter a edificação em boas condições. Escolher uma empresa terceirizada eficiente pode fazer com que os serviços tragam mais garantias no dia a dia. Pense nisso!

A Veman, da Verzani & Sandrini, tem tradição nos três tipos de manutenção predial. Aproveite para entrar em contato e saber como podemos ajudar você.

Compartilhe: