Afinal, o monitoramento por câmeras é tão importante assim?

Uma das ferramentas fornecidas pela tecnologia mais utilizada para a área de segurança é o monitoramento por câmeras. Empregado em quase todo o mundo, é considerado quase indispensável quando se quer proteger uma área ou algum bem.

Mas, afinal, onde reside sua importância e quais as suas principais características? Como funciona o sistema e onde pode ser aplicado? Continue a leitura e descubra agora o que você precisa saber sobre monitoramento por câmeras.

O que é o monitoramento por câmeras?

Hoje, a segurança é um quesito indispensável em qualquer ambiente, seja residencial ou empresarial. Uma das iniciativas mais eficientes de se obter a segurança necessária é vigiar o local que se quer proteger da visita de pessoas mal-intencionadas.

Nesse sentido, a vigilância mais efetiva é a que se obtém por meio do monitoramento por câmeras. Na verdade, pode se constituir em um sistema vigilante 24 horas por dia. Dessa forma, o monitoramento por câmeras pode ser conceituado como:

  1. um sistema de vigilância à distância utilizando câmeras;
  2. integrado a uma central capaz de respostas imediatas;
  3. com acompanhamento em tempo real;
  4. com registro de imagens anteriores;
  5. com facilidades tecnológicas que ampliam suas possibilidades.

Assim, pode ser implantado em condomínios residenciais e comerciais, bancos, lojas, empresas e residências, entre outros. Sua utilização tem ajudado a reduzir os ilícitos reiteradamente em todo o mundo.

Como ele funciona?

O monitoramento por câmeras, de modo simplificado, opera a partir da captura de imagens por meio de câmeras instaladas em locais estrategicamente selecionados. O sinal das imagens capturadas é transmitido via cabo ou via wireless para um dispositivo de armazenamento e diretamente para um equipamento receptor.

O armazenamento vai depender do tipo de sinal enviado, mas pode acumular vários dias de gravação. Por sua vez, a transmissão pode levar o sinal a uma tela de desktop em uma central ou até ao smartphone do interessado, com as facilidades que a tecnologia da segurança eletrônica oferece.

A tecnologia, no entanto, permite avançar em aprimoramentos que parecem não ter fim, desenvolvendo facilidades e melhorando a qualidade das imagens e a capacidade de armazenamento do sistema. Essa imagem enviada à central de monitoramento permite ao vigilante no controle tomar medidas como:

  • zoom de aproximação da imagem;
  • foco em pontos diferentes, se necessário;
  • utilização de software de análise inteligente;
  • acionamento de alarmes à distância;
  • envio de uma equipe de vigilantes ao local;
  • mobilização da polícia.

Qual a importância do monitoramento por câmeras?

A tecnologia por si só não constitui uma solução única e isolada para as questões de criminalidade em uma cidade. No entanto, sua utilização é um excelente instrumento de redução e inibição de iniciativas mal-intencionadas nos diversos ambientes onde se aplica, sobretudo quando se trata de segurança patrimonial.

Com o emprego do monitoramento por câmeras, condomínios, hospitais, escolas, empresas e uma infinidade de instalações residenciais, institucionais ou comerciais podem ser amplamente protegidas. As possibilidades são bem extensas, mas sempre com um bom espectro de segurança.

O fato de permitir que praticamente qualquer área ou setor de uma organização seja permanentemente acompanhado a partir de uma central, já é um forte inibidor de ilicitudes. Além disso, o registro das imagens permite a identificação dos fatos e dos responsáveis.

Nesse sentido, não se trata apenas de segurança contra ameaças externas, mas envolve também a inibição de atitudes ilícitas diversas pelo próprio público interno de uma empresa. É importante ressaltar que não são as pessoas que estão sendo vigiadas, mas os ambientes é que estão sob proteção.

Portanto, é fácil imaginar sua importância, por exemplo, na proteção dos produtos expostos nas gôndolas de um supermercado. Qualquer iniciativa de furto ou atitude similar pode ser percebida, acionando os mecanismos operacionais de segurança.

Quais são os benefícios do monitoramento por câmera?

O monitoramento por meio de câmeras, traz benefícios suficientes para ser utilizado em praticamente todo o mundo:

  • garantia de monitoramento 24 horas por dia;
  • custo-benefício muito vantajoso;
  • acompanhamento, em tempo real, de áreas de pouco ou nenhum fluxo;
  • fator de inibição de intenções ilícitas;
  • viabilização do controle de acesso à distância;
  • registro ações ou acessos indevidos;
  • acesso via Smartphone;
  • possibilidade de prontas respostas.

Como montar um sistema de monitoramento?

Ao decidir montar um sistema de monitoramento por câmeras, alguns passos subsequentes precisam ser considerados para que dê tudo certo. Acompanhe!

1. Definir o objetivo do monitoramento

A primeira coisa a fazer é definir o objetivo específico que se pretende alcançar. Condomínios, residências, empresas e estacionamentos, assim como qualquer outro local precisa ter claro o que pretende com o sistema. Considere basicamente as seguintes possibilidades:

  • controle de acesso de pessoas em portaria;
  • controle de acesso de veículos em portaria ou estacionamento;
  • monitoramento de perímetro;
  • proteção de áreas pouco frequentadas;
  • proteção de bens patrimoniais.

2. Levantar os pontos de instalação das câmeras

Definido o que se pretende com o sistema de monitoramento, deve-se procurar pontos estratégicos que atendam aos objetivos. Nesse sentido, busque os pontos mais suscetíveis pela vulnerabilidade que apresentam.

Do mesmo modo, considere os locais com menor frequência de trânsito de veículos e de pessoas. Esses locais são mais visados quando se pensa em invasão de área com acesso proibido.

Por outro lado, existem os pontos de maior frequência de pessoas como halls de acesso, salas de espera e setores de atendimento, por exemplo, que requerem acompanhamento. Nas indústrias, áreas como o almoxarifado são bastante visadas.

3. Definir a tecnologia a ser utilizada

Os equipamentos mais modernos são, em sua maioria, digitais pela imensa disponibilidade de recursos que podem oferecer e pela qualidade das imagens. Mas, de todo modo, ainda existe muita procura por sistemas analógicos.

Da mesma forma, considere a hipótese de utilização de câmeras IP, a tecnologia mais avançada em imagens. Totalmente digitais, sua transmissão apresenta a melhor qualidade. e, além disso, todo o sistema pode usar como via de transmissão e acesso a internet.

4. Definir a forma de armazenamento

A gravação e o armazenamento das imagens produzidas precisam ser armazenadas para que se garanta qualquer demanda por identificação de eventos ou de pessoas na área. Assim, deve ser levada em conta a qualidade do equipamento responsável por manter o armazenamento das informações visuais geradas.

5. Escolher os modelos dos equipamentos

O gravador digital de vídeo, conhecido por sua sigla em inglês DVR (digital video recorder) é o equipamento que gerencia todas as câmeras. Nesse sentido, a quantidade de câmeras define o modelo do DVR a ser adotado em razão do número de canais necessários.

Para uma escolha adequada, é bom considerar um modelo que permita sobra de canais para futuras ampliações do sistema com a inclusão de novas câmeras. Os DVRs modernos substituíram as antigas placas de captura.

Vimos que o monitoramento por câmeras é de grande importância como ferramenta de segurança e proteção, assim como o seu uso quase universal, com inúmeras aplicações. Agora, descubra os benefícios de se contratar uma empresa de segurança para garantir a proteção que sua empresa precisa.

Compartilhe: