Coronavírus: 3 práticas de limpeza profissional para você replicar na sua casa

O avanço do coronavírus por todo o planeta colocou ainda mais em evidência algo que o sanitaristas, médicos e profissionais da área da saúde já sabem há muito tempo: há uma relação clara entre higiene (pessoal e ambiental) e proliferação ou erradicação de doenças.

Nas epidemias e pandemias registradas ao longo da história da humanidade, as condições e hábitos de limpeza sempre pesaram, ora como protagonistas, ora como fatores indiretos, porém
importantes no agravamento ou contenção da situação. Com o Covid-19, não poderia ser diferente.

Até agora, já se sabe, por exemplo, que o vírus tem alta capacidade de contágio, que se transmite com grande facilidade e agilidade, e que pode sobreviver por dias em superfícies inertes, como metais, vidros ou plásticos – quase como se estivesse à espreita, só aguardando pela oportunidade de contaminar mais alguém. Em contrapartida, as suas chances de sucesso nessa empreitada caem drasticamente mediante a adoção de medidas simples, como lavar bem as mãos.

Mas, então, se é relativamente fácil eliminá-lo, por que é que o Covid-19 continua a se espalhar com tanta força? Entre os muitos fatores que ajudam a responder a essa pergunta, mais uma vez, higienização há que ser reiterada – afinal, uma instrução simples como “lave bem as mãos” pode acabar ignorada por pura falta de conhecimento.

A verdade é que existe, sim, um jeito correto, um passo a passo eficaz para assegurar que as nossas mãos fiquem realmente limpas e, portanto, livres de microrganismos causadores de doenças. Mas a maior parte das pessoas nunca aprendeu esse protocolo, portanto, apenas repete o ato de lavar as mãos sem qualquer atenção ou cuidado.

Se elas assim o fazem com a higiene pessoal e, especificamente, com um hábito que faz (ou deveria fazer) parte do seu dia a dia desde a infância, já imaginou o que acontece quando o assunto é a limpeza de objetos e ambientes?

Na luta contra o coronavírus, não há segredo; há atenção e controle

Se você chegou a esse artigo, muito provavelmente, está curioso(a) para saber quais foram a medidas que nós, da Verzani & Sandrini, tomamos para combater o coronavírus – afinal, somos a mais bem reconhecida empresa de higienização do Brasil, então, é de se esperar que tenhamos nossos próprios ‘segredos’ contra essa ameaça tão preocupante.

A verdade, no entanto, é que, tão logo compreendemos o “modus operandi” do Coronavírus, soubemos exatamente o que fazer para exterminá-lo: reiterar o controle e atenção dos processos que já realizamos, seja em hospitais, seja em shopping centers, supermercados, lojas, indústrias, condomínios, entre outros tantos segmentos nos quais estamos presentes.

Sim, ao contrário do que se possa imaginar, não foi preciso criar métodos especiais ou exclusivos para acabar com os focos de transmissão. Também não tivemos de adquirir equipamentos mais modernos, recorrer a produtos estrangeiros ou desenvolver e adotar processos complicados (e não- testados).

Tudo o que fizemos e continuamos a fazer é recorrer ao nosso conhecimento, aos procedimentos que temos criado e desenvolvido à exaustão para aumentar a qualidade da nossa operação. Ou seja, na luta contra o coronavírus, nossas principais armas têm sido atenção e controle para garantir que cada etapa seja cumprida com toda a minúcia, cuidado e frequência necessários. Dessa forma, temos conseguido entregar, a cada um de nossos clientes e contratos, os processos altamente eficazes de que já dispúnhamos antes mesmo de a pandemia se instalar.

Abaixo, listamos 3 práticas que adotamos na nossa operação e que colaborarão para que possa manter seus ambientes devida e efetivamente limpos – afastando consideravelmente as possibilidades de contaminação.

Mas o grande segredo por detrás delas será a sua paciência e dedicação: em vez de simplesmente adotá-las, faça-o com toda a sua intenção e concentração, tendo em mente que, quanto mais bem-feito for o seu processo de higienização, menores serão as chances de sobrevivência do coronavírus

[Dica 01] Atenção aos detalhes: esses itens também precisam de limpeza

Na limpeza do dia a dia, é muito fácil ignorar ou esquecer alguns itens que compõem o ambiente, como interruptores de luz, corrimãos, maçanetas, além de objetos e utensílios que ficam expostos na decoração, por exemplo. No entanto, agora, mais que nunca, todos eles merecem atenção redobrada.

Por isso, sempre que possível, utilize um pano descartável para limpá-los com uma das seguintes opções:

• Água e sabão;
• Álcool de limpeza (com concentração a partir de 70%);
• Detergente;
• Desinfetantes em geral;
• Limpadores multiuso à base de cloro ou álcool;
• Água sanitária.

Sim, é isso mesmo: praticamente todos os produtos que você já tem em casa são eficientes contra o coronavírus. Tudo o que precisa fazer é aplicá-los com muito mais frequência e cuidado do que costumava fazer.

[Dica 02] Para limpar ambientes, siga esta “receita”

Assim como existe uma receita para lavar bem as mãos, também existe uma maneira de padronizar sua limpeza para garantir resultados melhores. Por exemplo, o ideal é que comece a limpar:
1) De cima para baixo;
2) Do fundo para a porta;
3) Do mais limpo para o mais sujo;
4) Em um único sentido.
Esta regra vale ouro: ao segui-la, você impede a si mesmo de voltar a sujar o ambiente/objeto que
acabou de limpar.

[Dica 03] Muito cuidado com seu banheiro

Seu banheiro nunca mereceu tanta atenção e cuidado como agora, então, se possível, aumente consideravelmente a frequência com que o limpa. Além disso, se divide esse ambiente com mais pessoas, mantenha os objetos de uso pessoal separados, como as escovas de dente e de cabelo ou as toalhas de banho.

Por sua vez, os itens que são de uso compartilhado precisam, novamente, ser submetidos a uma frequência maior de limpeza, o que inclui as toalhas de rosto e toalhas de chão. Lembre-se de trocar com maior frequência, também, os sacos dos cestos de lixo.

Além disso, na hora de executar a limpeza:

• Inicie pelas superfícies altas, como espelhos e armários;
• Lave a pia;
• Lave o vaso sanitário;
• Lave o box (ou o espaço para banho);
• Lave o piso;
• Enxugue as superfícies com panos descartáveis;

Ao final, certifique-se de que todas as superfícies estão secas e livres de sujeira. Assim, terá eliminado consideravelmente as chances de transmissão.

Uma última dica importante: antes e depois de realizar qualquer procedimento de limpeza, limpe bem as mãos. E, se possível utilize luvas descartáveis e resistentes durante o processo, para garantir que não entrará em contato direto com nenhum objeto ou superfície contaminada.

Caso tenha dúvidas, fale conosco!

Compartilhe: