Confira 5 dicas para evitar desperdício de água na sua empresa

A água como um recurso finito já mostra, há algum tempo, a necessidade de uma rápida mudança de atitude da parte de todos. É preciso urgentemente tomar medidas para evitar desperdício de água nas empresas, nas residências e no campo.

Existem razões suficientes para a empresa adotar essa posição responsável e fazer a sua parte. Para isso, algumas iniciativas podem ser tomadas juntamente com a busca pelo maior envolvimento dos colaboradores na tarefa. Continue a leitura e confira 5 dicas para evitar desperdício de água na sua empresa!

Por que economizar água é importante para a minha empresa?

A situação de escassez de água no mundo já é um grande limitador para o crescimento em inúmeras regiões. Pode ser que sua empresa ainda não esteja passando por nenhum problema com relação ao abastecimento de água.

No entanto, os primeiros sinais de que a disponibilidade está ficando cada vez menor vem aparecendo a cada ano. Há muito tempo os reservatórios que abastecem os municípios brasileiros não conseguem se manter em níveis seguros.

Desse modo, economizar água acaba sendo uma questão de sobrevivência. Cada empresa fazendo a sua parte para um consumo racional da água garantirá sua performance ambiental de uma maneira das mais importantes.

Ao mesmo tempo, a água utilizada pela empresa tem um custo que, em muitos casos, não é pequeno. Desse modo, a otimização do consumo reduzindo desperdícios também se traduz em economia com retorno imediato: é menos dinheiro que se esvai pelo ralo, literalmente.

Como evitar o desperdício de água na empresa?

Leve em conta que tem sido observado um progressivo aumento do desperdício de água no Brasil. Assim, uma vez entendida a importância da preservação da água, por meio do seu uso econômico e racional, é indispensável adotar medidas práticas que reflitam um novo posicionamento da empresa.

Para isso, algumas iniciativas como as mostradas a seguir podem ser bastante eficientes. Veja essas 5 dicas.

1. Utilize torneiras com temporizador

Torneiras com temporizador são formas simples de resolver o problema do hábito de deixar a água correndo enquanto se faz uso de um lavatório, por exemplo. Para esse fim, podem ser antecipadamente reguladas para ficar mais ou menos tempo abertas.

De modo geral, são construídas com o fim de economizar até 70% dos gastos médios de água durante uma utilização normal. O mecanismo é simples e, por meio de um dispositivo mecânico, interrompe o fluxo da água.

2. Implemente descargas ecológicas

A rigor, há um certo contrassenso na utilização de água potável para mictórios e bacias no Brasil. Por sua vez, a utilização de descargas ecológicas promove uma redução no volume dessa água que se transformará em efluente sanitário.

O mecanismo da válvula permite uma redução da ordem de 25% do volume de água comumente gasto pelas descargas de reservatório. Na verdade, as diferenças seriam muito maiores se comparadas com as descargas diretas, sem reservatório, que ficam à mercê das mãos do usuário.

3. Priorize lavagens a seco

A lavagem periódica dos veículos da empresa, por exemplo, pode ser um instrumento de economia de água de grande significância. A adoção da lavagem a seco reduz o consumo de centenas de litros de água que, mensalmente, serão folgadamente milhares.

Nesse sentido, mesmo com uma frota muito pequena ou apenas um veículo, a mudança faz diferença e deve ser adotada. Dessa forma, sempre que possível, priorize a lavagem a seco e, quando for adequado, também vincule a prática à higiene ambiental da empresa.

4. Utilize água de reuso

A água de reuso é produzida em estações de tratamento e pode ser utilizada com distintas finalidades, entre outras:

Havendo disponibilidade, o seu emprego reduz os efluentes lançados no ambiente, assim como prioriza o consumo de água potável para fins nobres. Em algumas cidades, a concessionária de saneamento básico comercializa água de reuso produzida em suas estações.

5. Faça revisões periódicas nas instalações hidráulicas

Uma fonte inesgotável de perda de água é constituída pelos vazamentos prediais, isto é, aqueles que ocorrem após o cavalete (logo que a água entra no imóvel). O ideal é programar verificações de rotina com uma postura proativa, como nos casos de manutenção predial.

Vazamentos podem acontecer na tubulação e suas conexões, nos registros, nas boias de reservatório e nas descargas sanitárias, além de inúmeros outros pontos. Com uma rotina e uma inspeção bem-elaborada, com certeza muitos litros de água poderão ser poupados.

Como mobilizar os colaboradores para economia de água na empresa?

Boa parte dos resultados pretendidos com ações de otimização no emprego de recursos, em especial a água, depende da real conscientização e motivação de cada usuário. Assim, a melhor iniciativa é a implantação na empresa de uma política de utilização racional de recursos.

Algumas atividades mais especializadas como a limpeza técnica, por exemplo, não fazem uso de grandes volumes de água. Mas, para os demais casos, deve ser dado um destaque especial.

Implante uma política de uso racional

Ao implantar uma política interna com diretrizes para as ações, a empresa demonstra comprometimento da alta direção. Com isso, evita-se a especulação personalizada e se confere um caráter institucional às inciativas que deverão ser adotadas por todos.

Envolva os colaboradores nas iniciativas tomadas pela empresa

É importante que os colaboradores estejam envolvidos e participem do processo de elaboração das diretrizes. Assim, fica bem mais fácil demonstrar que realmente fazem parte das soluções para a redução no consumo de água e na geração de efluentes.

Divulgue os resultados alcançados

É essencial que sejam adotados indicadores para aferir os resultados obtidos com as medidas implementadas. Assim, periodicamente, faça a divulgação dos números alcançados e divida com os colaboradores o sucesso de cada passo dado.

Com essas iniciativas implantadas na empresa, vai ser mais fácil evitar desperdício de água e desenvolver procedimentos cada vez mais sustentáveis.

Assim como o uso racional da água na empresa requer atenção, conheça também 9 erros que devem ser evitados com o uso de ar condicionado.

Compartilhe: