Limpeza técnica: quais são os ambientes mais críticos?

Esqueça a ideia tradicional de limpeza, aquela faxina típica para tirar pó e higienizar os sanitários, por exemplo. A limpeza técnica é um processo imprescindível para indústrias em geral e também em hospitais, pois os riscos de contaminação são grandes.

Para a definição exata do conceito de limpeza técnica, João Carlos, coordenador de contrato na Verzani & Sandrini, explica: “trata-se de um processo de remoção de sujidade mediante o uso de agentes mecânicos, químicos e térmicos destinados especificamente para a limpeza dos equipamentos e/ou ferramentas do processo produtivo nas indústrias de um modo geral”.

Ou seja, ela foge da ideia de higiene tradicional, uma vez que atua nos equipamentos industriais e pede técnicas específicas para que a produção se mantenha ativa. Neste texto, você entenderá melhor quais cuidados estão envolvidos, os ambientes mais delicados e como acertar na escolha da equipe para realizá-lo!

Quais os tipos de limpeza técnica?

No geral, existem três tipos específicos que podem ser usados sozinhos ou até em conjunto. Isso, claro, varia de acordo com o ambiente e suas especificidades. São elas:

  • limpeza química: quando é utilizado um produto químico para dissolver a sujidade;
  • limpeza mecânica: nesta, é preciso fazer uso de equipamentos e ferramentas;
  • limpeza térmica: por exemplo, usando gelo seco para limpar um determinado instrumento de trabalho.

Quanto aos ambientes mais críticos, quais são eles?

A limpeza técnica está previsto por lei para alguns ambientes: “existe uma previsão legal para a indústria alimentícia, de cosméticos, medicamentos e para a área hospitalar. Há uma regulamentação feita pela própria Anvisa e pelo Ministério da Saúde, para o que eles chamam de ‘os critérios mínimos de aceitação’ ”, relata João Carlos. Entenda melhor!

Hospitais

A limpeza hospitalar é extremamente delicada e há uma regulamentação específica para evitar contaminação. Para tanto, existem técnicas e tipos de limpeza que demandam uma frequência definida — por exemplo, entrar em um horário certo, com um equipamento determinado e com as pessoas devidamente treinadas.

Indústria de alimentos

O processo de fabricação de alimentos também pede atenção para o controle sanitário dos produtos. Por isso, a limpeza técnica prioriza a segurança e a qualidade dos itens para que não haja perdas econômicas, por exemplo, quando há a contaminação dos produtos por micro-organismos nocivos.

Indústria farmacêutica e de cosméticos

Deve existir um plano específico para evitar que acumulem resíduos em máquinas, também deve ser feita uma análise de risco para os equipamentos e um plano com os critérios de escolhas dos produtos da limpeza química. “Por isso, é muito comentada a expressão salas limpas, ou seja, são áreas em que o processo de limpeza precisa ser bem eficiente”, conta o coordenador da Verzani.

Ainda que não seja prevista por lei, a limpeza técnica na indústria automotiva é essencial para eficiência na produção. “Por exemplo, uma estufa para secar a pintura de carros — se ela não é feita com a frequência, com bons equipamentos e da forma certa, você perde produção com absoluta certeza. O impacto é direto no produto do cliente”, alerta João Carlos.

Qual a importância desse procedimento?

A limpeza técnica, como vimos, é de suma importância para o processo produtivo e para as pessoas tanto que trabalham na empresa específica quanto as que fazem uso dos produtos e serviços. Listamos os principais motivos abaixo para ter atenção nesse método. Acompanhe!

Vida útil e segurança

“Por meio dela, podemos garantir que os equipamentos tenham sua vida útil estendida e que sejam oferecidas condições seguras de trabalho”, explica o coordenador de contrato. Isso porque a falta de bons procedimentos de limpeza técnica é um dos grandes causadores de acidentes de trabalho.

Qualidade

Esse tipo de limpeza é essencial para manter padrões de alto nível no que você está oferecendo ao mercado. Como esses procedimentos atuam direto nos equipamentos de produção, você tem a garantia da qualidade ao produto ou serviço final — seja ele um alimento, um medicamento, um carro etc.

Produtividade

É preciso falar também da questão produtiva. Quando a limpeza técnica é feita por uma equipe treinada e capacitada, com todo o material indicado, o processo acaba sendo mais rápido, sobrando mais tempo para a produção.

Vale dizer que é feita uma limpeza superficial enquanto os funcionários estão no local. “Porém, o que chamamos de limpeza fina é feita quando máquinas e equipamentos de produção estão parados”, diz o coordenador de contrato.

Menos chance de contaminação

Os procedimentos técnicos para remoção da sujidade são essenciais para garantir que alimentos, remédios e cosméticos, por exemplo, não tenham nenhum tipo de contaminação.

Por que contratar uma equipe terceirizada para isso?

Primeiro, porque você entrega essa limpeza para quem tem know-how técnico, ou seja, a empresa contratada deve contar com os melhores produtos e as ferramentas mais modernas, além de ter uma equipe especializada nisso. Dessa maneira, você pode voltar sua atenção ao seu core business e ainda ganhar com a melhora do processo produtivo como um todo!

Como são necessários materiais e ferramentas específicas e de última tecnologia, o custo de ter esses equipamentos e os profissionais para isso acabam sobrecarregando seu orçamento. Então, contar com uma empresa parceira é certeza de eficiência, produtividade, menos despesas e mais segurança como um todo.

Como acertar nessa escolha?

É interessante fazer uma pesquisa entre as empresas sérias e bem conceituadas em relação à limpeza técnica. Uma boa tática é visitar uma organização que seja atendida pela terceirizada que você está considerando. Solicite informações sobre o processo, a qualidade e a agilidade nos procedimentos prestados. É sempre válido visitar a sede da firma de limpeza técnica para conhecer os equipamentos, os profissionais e checar questões de documentação.

Para fechar o contrato de fato com uma terceiriza de confiança, João Carlos conta que é preciso ter um “memorial definitivo bem detalhado, ou seja, saber quem você está contratando, quais são os deveres e as obrigações de ambas as partes etc. Com isso, você facilita muito a equalização das proposta”.

Hoje, as indústrias são muito comprometidas com o meio ambiente. Nesse contexto, é preciso usar produtos que sejam biodegradáveis e não acumulem resíduos, por exemplo, ter atenção ao processo de homologação dos produtos, até porque uma terceirizada não pode simplesmente chegar com o que quiser para a limpeza técnica.

Quais os diferenciais da limpeza técnica executada pela Verzani & Sandrini?

A Verzani & Sandrini tem uma equipe constantemente treinada e que conhece a fundo os processos envolvidos nos diversos tipos de limpeza técnica, seja para indústria de veículos, hospitais ou outras.

O foco não é apenas crescer, mas manter o mesmo nível de qualidade para gerar confiança e parceria. Por isso, os equipamentos são de ponta e os produtos usados, de alto padrão. Os processos são bem definidos junto aos clientes para garantir eficiência e produtividade!

A limpeza técnica eficaz pode ser o diferencial que sua empresa precisa para melhorar os processos e lucros, além, é claro, de garantir serviços e produtos com mais qualidade ao público final. “Também deve estar atrelada à segurança dos processos, isso não pode ser esquecido”, salienta João Carlos.

A Verzani & Sandrini domina os melhores processos de limpeza técnica no mercado e pode ser sua parceria! Entre em contato para conhecer mais!

Compartilhe: