Segurança em shopping centers: saiba como garanti-la!

Shopping centers geralmente são lugares para diversão, encontros, bate-papos, negociações e, no Brasil, infelizmente, de assaltos e furtos. A segurança em shopping centers é complexa de se fazer, uma vez que são locais amplos e a circulação diária de pessoas é enorme.

Os números de crimes cometidos dentro desses lugares e nos seus estacionamentos têm aumentado progressivamente, e essa vulnerabilidade já é sentida por consumidores e lojistas.

Diante de tantas variáveis a serem monitoradas e controladas para recuperar a credibilidade e melhorar o fluxo de clientes, a gestão de segurança dos estabelecimentos por todo país enfrenta grandes desafios.

Neste post, vamos falar sobre os riscos e as dificuldades encontradas na hora de planejar a segurança em shopping centers e como garanti-la. Quer saber mais? Continue a leitura!

Quais os maiores riscos relacionados à segurança em Shopping Centers?

Assegurar a proteção de comerciantes e usuários do local é uma tarefa que envolve muito planejamento. Afinal, é grande o número de riscos, devido ao fluxo de pessoas, à presença de diversos tipos de lojas e à amplitude da área.

A equipe de segurança deve ser altamente capacitada para lidar com as adversidades, sem, é claro, cometer excessos. Conheça algumas das principais ameaças à segurança em shopping centers!

Roubo de lojas

A quantidade de roubos em shopping centers aumentou significativamente nos últimos anos. No Rio de Janeiro, por exemplo, estatísticas de 2017 já mostravam essas evidências. O número de casos no estado havia dobrado só de janeiro a abril do ano citado.

Esses dados são alarmantes, não só para o Rio de Janeiro, mas para todo o país. A variedade de estabelecimentos comerciais dentro de shoppings é muito grande. No entanto, os mais visados são aqueles que trabalham com materiais de valor, como joalherias e lojas de eletroeletrônicos e telefones.

Furtos de objetos de clientes

Outro grande problema é a ocorrência de furtos, amplamente flagrados pelas câmeras de segurança, de objetos de clientes que caminham normalmente enquanto criminosos se aproveitam para furtar celulares, carteiras, mochilas e o que mais estiver à mão.

Isso acontece, em muitos casos, porque as pessoas vão ao shopping para se divertir, encontrar os amigos e se entreter. Por isso, podem ficar distraídas. Nesse contexto, acabam criando oportunidades para que crimes desse tipo sejam cometidos. A equipe de segurança precisa estar atenta a todo momento.

Brigas e confusões

Por serem lugares onde o fluxo de pessoas é constante e muito grande, brigas e confusões são propensas a ocorrer. Às vezes, pequenos tumultos podem gerar uma reação em massa inesperada e causar correrias e empurra-empurra.

O risco aqui é que essas situações fiquem fora de controle e machuquem as pessoas. Nesses casos, cabe à equipe de segurança manter a ordem, por mais adversa que pareçam as circunstâncias. Afinal, ela precisa ser a salvaguarda das pessoas que circulam por ali.

Quais os principais desafios da segurança em shopping centers?

Existem pontos estratégicos para o sucesso do planejamento. Conheça agora os principais desafios na segurança em shopping centers!

Controle de acesso ao estacionamento

Dentro dos shoppings, os estacionamentos são lugares amplos, em que o controle de acesso de pessoas é normalmente muito difícil de executar. A estratégia deve ser investir em câmeras de segurança e vigilantes circulando pelo local constantemente.

As câmeras devem ser colocadas em locais que propiciem uma visualização total e evitem pontos cegos, pois é justamente neles que os criminosos veem uma brecha para abordar os clientes e atuar.

Identificação de pessoas armadas

Nesses casos, o trabalho do sistema de monitoramento também é essencial. Identificar pessoas armadas é muito difícil e só acontece se a equipe de segurança souber a técnica de reconhecer comportamentos suspeitos.

Assim, a abordagem desses indivíduos também deve ocorrer de uma forma profissional, uma vez que existe apenas uma suspeita. Se for um criminoso e se sentir ameaçado, pode provocar incidentes e apavorar as pessoas que estiverem no local.

Conscientização dos lojistas

Os lojistas são os grandes aliados da equipe de segurança. Por isso, o trabalho de conscientização com eles deve ocorrer da forma mais clara possível. Eles são os responsáveis por identificar comportamentos suspeitos ou indicar situações incomuns e comunicar aos responsáveis.

A comunicação entre a equipe de segurança e os lojistas deve ser constante e objetiva. Os lojistas devem entender que a segurança está ali para os proteger. A segurança, por sua vez, precisa oferecer todo o suporte necessário para que isso aconteça.

Exposição de mercadorias valiosas

Dentro dos shoppings centers existem lojas de mercadorias muitos valiosas, como joalherias, relojoarias, de equipamentos eletrônicos, além de caixas eletrônicos. Esses objetos são muito visados por criminosos. Porém, expô-los é uma forma de atrair os clientes.

Como garantir a segurança de shopping centers?

Agora que você já conhece os desafios e os riscos da segurança em shopping centers, provavelmente está se perguntando o que fazer para melhorá-la. Na sequência, veja algumas dicas para deixar o shopping mais seguro.

Adotar sistemas de monitoramento

Os sistemas de monitoramento por câmeras são extremamente importantes para a segurança, não apenas de shoppings, mas de todos os lugares de grande perímetro e muito fluxo de pessoas. São capazes de identificar movimentações que passam despercebidas aos vigilantes que estão circulando.

Capacitar a equipe

Ter uma equipe treinada é outro fator determinante para tornar os shoppings mais seguros. Ela precisa estar preparada para lidar com diferentes situações que trazem riscos aos clientes: saber abordar um suspeito, ser efetiva na contenção de tumultos e diferenciar episódios atípicos de cenários de perigo são alguns exemplos.

Utilizar a tecnologia

As inovações tecnológicas, como câmeras, sensores e equipamentos de comunicação, têm contribuído para deixar a segurança cada vez melhor. É preciso saber usar isso em favor da qualidade da seguridade.

Contratar uma empresa terceirizada

Contratar uma terceirizada para executar o serviço de segurança é decisão acertada. Como ela se dedica exclusivamente a essa função, tem mais tempo para se aperfeiçoar.

No entanto, é claro que deve ser uma empresa de confiança e com experiência no mercado. A Verzani & Sandrini, por exemplo, atua nesse setor há mais de 52 anos e busca treinamento e aprimoramento constantes.

Para garantir a segurança em shopping centers, é preciso entender os riscos, enfrentar os desafios e conhecer as tendências de segurança patrimonial disponíveis. Apesar de serem lugares vulneráveis, uma boa equipe de segurança traz confiabilidade. Com isso, torna o local mais agradável de se frequentar.

Gostou de saber mais sobre segurança em shopping centers e ficou interessado em terceirizá-la? Entre em contato com a Verzani & Sandrini e saiba mais sobre os nossos serviços!

Compartilhe: