SESMT: entenda o que é e a sua importância para as empresas!

Todo local de trabalho deve garantir segurança e boas condições para os colaboradores exercerem suas atividades. Um ambiente com menos riscos de quedas e sinalizações adequadas é um exemplo. Quem cuida desses pontos é a equipe de SESMT, obrigação legal de acordo com a NR 4 da Secretaria Regional do Trabalho

Para ajudar você a entender a importância desse tipo de serviço e como sua empresa pode se adaptar às necessidades do seu ramo de atuação, com funcionários CLT ou terceirizados, conversamos com Leila Constantino de Lima, gerente de SESMT no Grupo Verzani. Continue a leitura e veja como o SESMT contribui para tornar sua organização um local de trabalho adequado!

Afinal, o que é SESMT?

SESMT é a sigla para Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho. É uma obrigação de empresas e órgãos públicos proporcionar boas condições de trabalho aos empregados.

Na prática, o SESMT promove a saúde e protege a integridade dos funcionários no local de trabalho. O foco é possibilitar aos colaboradores um ambiente seguro e preservar a saúde de todos, de acordo com o grau de risco de cada organização.

Para Leila, contar com uma equipe de SESMT com bons profissionais faz toda a diferença. “Uma vez que o local é seguro e harmonioso, os colaboradores são mais estimulados a desempenhar suas funções da melhor maneira possível. Além de ficarem atentos às atividades e perceber, eles mesmos, seestão sob situação de risco”, diz a gerente.

Qual a relação entre SESMT e NR 4?

A necessidade do SESMT existe desde 1978, quando o Ministério do Trabalho criou a Norma Regulamentadora 4. A NR 4 estabelece que empresas privadas e públicas, assim como órgãos públicos, devem ter os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho.

Inclusive, é a própria NR 4 que classifica o grau de risco de cada empresa, que é um indicador que serve para mensurar o risco de cada atividade.. Leila explica melhor: “a Norma trata também do dimensionamento do SESMT, ou seja, qual número de profissionais será necessário de acordo com a quantidade dos trabalhadores de cada empresa e o grau de risco da atividade”.

As indústrias petroquímicas e de construção civil, por exemplo, têm grau de risco 4,

 “Já as nossas empresas aqui do Grupo Verzani são grau de risco 2 e 3.

Quais os objetivos do SESMT?

De forma geral, o SESMT pode ser dividido em duas frentes: a engenharia e a medicina

do trabalho. “A engenharia mapeia os riscos aos quais os funcionários estão expostos. Na sequência, a medicina analisa os riscos — que podem ser fisicos, químicos e biológicos — e quais são os exames médicos complementares que um trabalhador deve fazer para que a saúde seja preservada”, comenta Leila.

Dessa forma, os objetivos do SESMT estão relacionados a preservar a saúde dos funcionários e evitar que acidentes aconteçam. Na sequência, falamos com mais detalhes.

Proporcionar um ambiente saudável e seguro

Há diversos acidentes de trabalho que podem acontecer quando o local não é verificado adequadamente. Na indústria civil, alergias à poeira, choques elétricos e quedas são possibilidades. Na limpeza industrial, a falta de equipamentos corretos pode ser problemática.

Para evitar qualquer contratempo, os engenheiros de segurança mapeiam todas as possibilidades, desenvolvem projetos e programas que atendam aos requisitos de segurança.

Preservar a saúde dos funcionários

Após todo esse mapeamento, é a vez de os médicos exercerem suas funções. Cabe a eles verificar quais exames devem ser feitos na admissão de um colaborador, de modo que sua saúde seja preservada. Periodicamente, outros diagnósticos costumam ser realizados para garantir o bem-estar da equipe.

,Também é importante disponibilizar equipamentos de proteção individual (EPIs), realizar treinamentos  , ter campanhas de vacinação, entre outras ações.

Promover a conscientização dos trabalhadores

Leila aponta a necessidade do SESMT de melhorar a conscientização dos colaboradores a respeito de suas funções: “Com uma melhor compreensão, o próprio funcionário está ciente do risco que ele corre exercendo a atividade. Se for preciso fazer alguma outra ação, ele mesmo consegue dimensionar essa gravidade”.

Os trabalhos que visam a uma maior percepção de risco, à necessidade de usar os EPIs e a treinamentos recorrentes ajudam a melhorar a informação sobre cada atividade desenvolvida.

Quais são os profissionais que integram o SESMT?

Os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança, de acordo com a NR 4, precisam de alguns profissionais específicos para a atuação e garantia de proteção. São eles:

●       engenheiro de segurança do trabalho

●       médico do trabalho;

●       enfermeiro do trabalho;

●       auxiliar de enfermagem do trabalho;

●       técnico de segurança do trabalho.

No Grupo Verzani, outro profissional faz parte do SESMT: “temos uma fonoaudióloga no time. Ela faz um trabalho preventivo na admissão: quando definimos que existe risco de ruído, é realizado um exame de audiometria no início do contrato. Depois, também temos um acompanhamento”, conta a gerente de SESMT do Grupo Verzani.

Um detalhe importante da NR 4 é que, se sua companhia contrata uma empresa prestadora de serviços para algumas funções, como limpeza técnica ou segurança patrimonial, também deverá dar assistência de SESMT aos colaboradores desses serviços terceirizados.

O Grupo Verzani também atende à exigência do Corpo de Bombeiros do estado de São Paulo quanto a brigadas e simulados de abandono. “Fizemos um treinamento externo para ter conhecimento  prático de combate a incêndio, utilização de hidrantes e extintores. O objetivo não é transformar ninguém em bombeiro civil, mas é um requisito legal, que fazemos questão de atender”, afirma Leila.

Como acertar na escolha da equipe de SESMT?

Fazer uma boa triagem e, já no recrutamento e seleção, buscar profissionais qualificados e com boa formação é o primeiro conselho da gerente de SESMT na Verzani.

Mas ela vai além: “no nosso caso, estamos em vários segmentos, e esse profissional precisa entender dessa realidade. Ou seja, não pode ser focado só em limpeza e conservação, porque fazemos segurança patrimonial, limpeza industrial etc. Assim, é bom ter uma vivência e experiência generalista”, diz a gerente de SESMT.

Ter uma equipe de SESMT forte e capacitada, além de ser uma necessidade legal, ajuda o ambiente de trabalho a ficar livre de riscos, o que permite à equipe trabalhar até com mais produtividade. Por isso, a engenharia e a medicina do trabalho são tão importantes.

No longo prazo, sua companhia também tem menos problemas com funcionários que possam desenvolver doenças ocupacionais. Para tanto, a engenharia e a medicina do trabalho devem caminhar lado a lado e junto aos demais profissionais do SESMT.

Agora que a importância do SESMT já foi esclarecida, sugerimos que baixe nosso e-book para entender mais sobre os serviços terceirizados e como seu negócio se beneficia deles!

Compartilhe: