Afinal, o que é a tecnologia 5G e como ela impacta a indústria?

Há algum tempo as pessoas do mundo todo têm experimentado a ansiedade e o desejo de ver de perto a tecnologia 5G para usufruir dela ao máximo. Sem dúvida alguma, ela vai trazer diversas vantagens para o dia a dia e, principalmente, para a indústria.

Engana-se quem pensa que o 5G vai deixar apenas a Internet dos aparelhos móveis mais rápida. Além desse grande benefício, essa nova tecnologia pode influenciar muito a Inteligência Artificial (IA) e a Internet das Coisas (IoT). Além disso, as empresas podem ir além do Business Intelligence tradicional e investir em análises intuitivas e avançadas, com uma velocidade muito maior.

Mas, afinal, a indústria brasileira está preparada para receber essa tecnologia? De que forma ela vai afetar o futuro das empresas? É sobre isso que vamos falar neste conteúdo completo. Continue acompanhando e saiba mais sobre a tecnologia 5G! Boa leitura!

O que é o 5G?

É um passo de evolução para a banda larga sem fio que está chegando. O objetivo do 5G é aumentar bastante as potencialidades da rede que temos hoje, a 4G. A missão principal é alçar a banda larga móvel a padrões extremamente altos de usuários simultâneos e de velocidade de conexão.

Resumindo, então, podemos afirmar que as redes 5G prometem uma cobertura muito mais eficiente e mais ampla, uma quantidade significativamente maior de conexões simultâneas e maiores transferências de dados.

Para ter uma ideia, as redes da quarta geração que usamos hoje em algumas regiões do país conseguem entregar uma velocidade média de conexão em torno de 33 Mbps. Já o 5G, estima-se que vai conseguir entregar velocidades 50 a 100 vezes maiores, chegando a atingir até 10 Gbps.

Por que precisamos do 5G?

O mundo todo está se tornando móvel e cada vez mais consumimos mais dados, principalmente ao passo que aumenta a popularidade do streaming de música e de vídeo. O que existe hoje de faixas de frequência tem ficado congestionado, o que leva a erros e falhas no serviço, sobretudo quando muitas pessoas que são de uma mesma região tentam obter acesso aos serviços online ao mesmo tempo.

O 5G tem muito mais eficiência para lidar com milhares de dispositivos de forma simultânea. Lembrando que são muitos os dispositivos, como câmeras de vídeo, celulares, sensores de equipamentos e iluminação urbana inteligente. Enfim, facilidades que todos precisam, principalmente as empresas, para que possam aumentar a produtividade e reduzir o tempo de processo.

Quando chegará ao Brasil?

Segundo o Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, essa rede só vai chegar aqui no país no final de 2021 ou no início de 2022. Vale lembrar que já existem muitos testes feitos e encaminhados.

A interferência na frequência 3,5 GHz, usada hoje em dia para transmitir os sinais de TV aberta às antenas parabólicas, é um dos obstáculos para a implementação da 5ª geração de Internet.

Está marcado para 2021 o leilão das frequências 5G, que é utilizado para determinar quais empresas vão poder operar a nova rede. A Claro anunciou a implementação do 5G DSS (um tipo de transição entre o 4G e o 5G, com dez vezes mais velocidade do que o primeiro) em caráter experimental em algumas regiões.

Em alguns países a rede 5G já está em operação de modo inicial, e os resultados são bons, pois está se mostrando muito mais eficaz que a rede 4G. A Coreia do Sul, por exemplo, é a maior adepta da tecnologia em todo o planeta. Ela instalou a nova rede em abril de 2019. Foi o primeiro a adotar o 5G de forma comercial, seguido por Estados Unidos, Reino Unido, Suécia e China.

Com a chegada do 5G, as redes 3G e 4G continuarão funcionando?

Sim, mesmo com a implantação dessa nova rede, as redes 3G e 4G vão permanecer. Afinal de contas, não é possível obrigar todos a fazerem a troca de tecnologia de maneira imediata.

Para se ter uma noção, ainda se tem o 2G. Ele conecta pouco, só que ainda existe. Além do mais, não se consegue instalar toda a infraestrutura da nova rede de um dia para o outro e em todos os lugares. Portanto, haverá um bom tempo com a coexistência das redes 3G e 4G.

A rede 5G é segura?

Com tantos ataques de hackers a aparelhos tecnológicos, a privacidade das informações e a segurança da rede são pontos muito relevantes para se avaliar na rede 5G. Mas não se pode afirmar que essa rede é completamente segura. Isso porque nenhuma é.

No entanto, com toda certeza, ela vai vir com muito mais medidas de segurança, pois os algoritmos estão cada dia mais complexos e densos. Hoje há uma preocupação muito maior com essa questão.

Como o 5G funciona?

Para funcionar, a tecnologia 5G utiliza faixas de frequência mais altas da telefonia. Ou seja, elas têm uma capacidade muito maior, só que como os seus comprimentos de onda são menores, isso quer dizer que o alcance é menor. É por isso que são conhecidas como ondas milimétricas, sendo bloqueadas de forma muito mais fácil por objetos físicos. Porém, os padrões ainda não foram determinados para todos os protocolos 5G.

Dessa forma, certamente vão surgir módulos de antenas menores, bem próximos ao chão, propagando as ondas milimétricas entre uma quantidade maior de receptores e de transmissores. É claro que isso vai permitir uma cobertura bem mais ampla.

Vale destacar que, depois da instalação da infraestrutura dessas redes, a redução do consumo de energia certamente vai reduzir os custos futuros, deixando-as muito mais ecológicas.

Para que você tenha uma noção do impacto, essa rede consegue transmitir dados em velocidade de até 20 bilhões de bit/segundo. A latência fica imperceptível. Assim, reprodução de conteúdos de streaming e chamadas de vídeo, por exemplo, vão poder ser usados com uma qualidade nunca imaginada para as demais gerações de redes existentes.

Lembrando que a velocidade que a rede 5G consegue atingir faz com que mais aparelhos possam ser conectados. Logo, é uma promessa bem grande para o desenvolvimento de cidades inteligentes, casas conectadas, realidade virtual e veículos autônomos, por exemplo. O 5G chega até 95 GHz, enquanto o 4G funciona em frequências de até 2.5 GHz, e isso tem animado empresas dos mais variados setores.

Quais segmentos serão mais impactados?

Veja, a seguir, quais são os segmentos mais impactados pela rede 5G!

Indústria

O 5G vai melhorar muito a produtividade na produção de materiais mais complexos, com uma cooperação bem maior nas várias cadeias produtivas.

Saúde

A conexão dessa nova rede vai contribuir significativamente para ampliar o acesso à saúde de qualidade e uma visão integrada de todos os pacientes e da produtividade e eficiência das unidades.

Cidades inteligentes

O 5G vai aumentar a qualidade de vida nas cidades inteligentes a partir de algumas práticas e tecnologias que viabilizem as melhorias da segurança, dos serviços, do uso de recursos e da mobilidade.

Agronegócio

Com a velocidade dessa rede 5G conectada à Internet das Coisas vai ser possível aumentar a produtividade do agronegócio e, claro, a importância do país em produtos agropecuários, com alta sustentabilidade e qualidade.

Quais seus benefícios?

Com essa grande inovação na Internet, torna-se possível facilitar as tarefas rotineiras das empresas, especialmente na velocidade das operações e no atendimento ao cliente. Veja, a seguir, algumas vantagens que as indústrias terão com o 5G!

Maior capacidade

É possível conectar mais celulares ou computadores ao mesmo tempo sem comprometer a velocidade da Internet ou gerar instabilidade. Além disso, os downloads de documentos vão poder ser feitos de forma mais rápida, uma vez que o 5G vai ter um tempo de resposta próximo de zero.

Maior velocidade

Com a alta velocidade dessa rede, os robôs não vão precisar armazenar os dados produzidos ou captados em um HD externo ou interno, podendo ser guardados na nuvem. Isso vai aumentar o compartilhamento de informações em tempo real e a eficiência das máquinas com Inteligência Artificial.

Maior segurança das informações

Outro grande benefício da rede 5G é a segurança dos dados. Com todas as informações na nuvem, essa tecnologia tem um protocolo muito avançado de segurança que consegue dificultar a disseminação das informações e a invasão da rede pelos hackers.

Conectividade com máquinas inteligentes

A Internet 5G faz a conexão de máquinas inteligentes, movidas pela IoT ou IA, assim é possível otimizar todo o tempo de resposta aos comandos. Tudo isso acaba permitindo a alteração de pedidos e a personalização das demandas, por exemplo, reduzindo perdas.

Otimização da experiência dos clientes

Por fim, a rede de quinta geração pode impactar a experiência dos clientes de forma positiva. A partir dela, consegue-se melhorar os canais de comunicação usados, garantindo um atendimento mais rápido e mais eficiente.

Além do mais, a empresa pode contar com análises de dados mais inteligentes e mais rápidas que vão poder disponibilizar insights relevantes sobre as vontades e necessidades dos clientes. Ou seja, as estratégias de vendas serão muito mais personalizadas.

Como o 5G e a IoT se relacionam?

A IoT é definida como qualquer objeto ou dispositivo que seja capaz de se comunicar com outros aparelhos ou sistemas a partir de uma conexão de rede de Internet. É nesse sentido que os objetos que têm conexão e se comunicam entre si, como celulares, bens consumo e câmeras de segurança, fazem parte das soluções de Internet das Coisas.

Como a tecnologia 5G é uma rede com um tempo de resposta dez vezes maior quando comparada com a 4G, ela pode viabilizar vários projetos de Internet das Coisas com muito mais economia, rapidez e eficiência. O 5G certamente vai deixar a IoT mais eficaz. Cada rede e aparelho criados com base na IoT vai usar somente o que for necessário e quando for, sempre na medida certa, em vez de consumidor tudo o que estiver disponível.

Como o 5G pode ser usado?

A rede 5G tem um grande potencial de transformar a indústria e levar à quarta revolução industrial. Mas, afinal como ela vai fazer isso? Veja, abaixo, como o 5G pode ser utilizado!

Conectividade sob medida

Como todos sabem, gerenciar a conectividade é um gasto e, de forma inevitável, aumenta a preocupação com a segurança. Porém, a capacidade, criptografia, cobertura e velocidade podem ser adaptadas às necessidades de diferentes operações e máquina. Isso melhora muito a segurança, sem aumentar custos agressivamente.

As redes 5G são muito mais adaptáveis ao famoso “slicing”, ou seja, à divisão em camadas da rede para aplicações diversas, ajudando no suporte às mudanças da quantidade de produção.

Manutenção preditiva em tempo real

A famosa manutenção 4.0 vem acontecendo no mercado. As tecnologias resultantes da nova revolução industrial têm impactado e transformado vários processos de produção. Principalmente na manutenção e na gestão de ativos.

Infelizmente, como se sabe, as máquinas quebradas acabam parando toda a produção, levando a um prejuízo muito grande para as empresas. Pois bem, a boa notícia é que a manutenção preventiva com rede 5G pode auxiliar no impedimento de falhas antes que elas ocorram.

Em um centro do Reino Unido feito para testar casos de uso da rede 5G, especialistas conseguiram aumentar consideravelmente a produtividade de uma fábrica, ao adicionar inúmeros sensores a máquinas para fazer o monitoramento, evitando, assim, muitos erros e falhas graves.

Utilização da IA

O 5G, assim como facilita a adoção da Internet das Coisas pelas organizações, quando combinado à Computação na Nuvem, é capaz de impulsionar o uso da Inteligência Artificial dentro das empresas.

As análises de grandes volumes de dados passam a ser mais práticas e rápidas, facilitando o aprendizado da máquina. Dessa forma, é possível descobrir padrões, que são capazes de identificar problemas ligados a disponibilidade de redes, tráfego, funcionamento de equipamentos etc.

Maior produtividade

A produtividade aumenta a economia para os fabricantes. A tecnologia 5G possibilita até um milhão de sensores por Km², além de latência extremamente baixa, que pode disponibilizar dados reais por meio de aparelhos equipados com sensores a fim de melhorar a produtividade.

Além do mais, o monitoramento em tempo real que a baixa latência dessa rede oferece permite melhorar o monitoramento do processo de fabricação para impedir a ocorrência de erros. Em poucos segundos, os profissionais conseguem saber quando têm que mudar os parâmetros da máquina. Quanto mais complexo é o processo de fábrica, mais ele pode ser automatizado, gerando mais reduções de custo ainda.

Maior flexibilidade com fábricas sem fio

As máquinas com conexão à rede conseguem fazer muito mais do que as máquinas off-line. Porém, os fabricantes geralmente utilizam Wi-Fi, Ethernet e o 4G LTE para conectarem os dispositivos de fábricas.

Mas com a rede 5G, é possível alimentar as instalações todas, dentro e fora do ambiente físico, sem nenhum problema, com uma rede quase sem fio e adoção de novas tecnologias de forma muito mais rápida. Por exemplo, um robô vai poder vir com um cartão embutido, que é facilmente conectado ao 5G, em vez de haver uma rede destinada somente a esse dispositivo.

Além disso, as máquinas sem fio podem ser levadas para todo lugar, o que aumenta a produtividade e a flexibilidade. E com a baixa latência, aproximadamente 10 milissegundos, que a 5G fornece, as máquinas podem ser monitoradas em tempo real.

Por fim, vale destacar que a adoção da tecnologia 5G para manufatura vai mover a função que fica localizada dentro do robô para um computador central por meio da cloud. Ou seja, isso vai aumentar a flexibilidade e reduzir os custos de cabeamento, já que as máquinas podem ser movimentadas e reprogramadas de forma mais fácil.

Quais são os impactos do 5G na indústria e como se preparar para ele?

As indústrias 4.0, com o avanço da tecnologia, vão caminhar para um futuro muito conectado e totalmente inovador. Tudo indica que a rede 5G vai chegar para transformar o dia a dia das fábricas, otimizando todos os processos de maneira muito segura e rápida.

Como falamos, um dos principais impactos vai ser o impulsionamento do uso da IoT. Afinal, a conexão extremamente rápida vai permitir que os aparelhos usados nas empresas se conectem entre si sem problemas.

Assim, além de permitir que as organizações controlem seus dispositivos e ferramentas de maneira inteligente, remota e prática, o 5G, atrelado à Internet das Coisas, vai ser capaz de informar sobre falhas e gargalos nos sistemas. Desse modo, a equipe de TI vai conseguir agir antecipadamente, solucionando o problema sem grandes prejuízos para a empresa.

Esse certamente vai ser um passo rumo à inovação tecnológica no país. Afinal, com os processos das fábricas mais inteligentes, vai haver um aumento na produtividade, tornando as empresas mais competitivas no mercado internacional.

As expectativas para a chegada da rede 5G são as melhores, e é claro que as indústrias precisam estar preparadas para receber bem essa inovação e usá-la de maneira estratégica, para facilitar as atividades da empresa. As fábricas que já fazem investimento em conectividade vão ter uma competitividade muito alta no mercado, já que só vão otimizar um processo que já existe, em vez de fazer a implantação do zero.

A transformação digital nas fábricas, ou seja, o uso da Inteligência Artificial, a adoção da Internet das Coisas e a ampliação dos dados, vai depender da capacidade de mudança da empresa para as tecnologias 5G. No entanto, é claro que elas vão precisar de auxílio nesse processo.

As empresas terão que adaptar suas soluções e propostas de valor para que possam oferecer novos serviços, considerando as noções de resiliência e de segurança, particularmente em áreas como transporte, saúde e defesa.

De fato, todas as empresas que desejarem aproveitar a revolução que está chegando terão que contar com profissionais confiáveis que entendam as tecnologias. Isso é imprescindível para a sua capacidade de garantir a segurança cibernética, além de ser um pré-requisito essencial para a implantação e o desenvolvimento da rede 5G em qualquer área.

Embora o 5G ainda esteja no começo da implantação, é fundamental preparar todos os times de colaboradores para a chegada dessa nova tecnologia. Para tanto, o ideal é pesquisar sobre ela e descobrir as capacidades da empresa. É dessa maneira que você vai definir quais recursos podem se utilizados no momento da chegada e quais vão ser adotados futuramente.

A partir disso, você também consegue identificar possibilidades inovadoras e criativas, que ajudam seu negócio a se manter competitivo no mercado e se adaptar a esse novo contexto. Não se esqueça também de se manter atualizado sobre o cronograma de implantação.

Como os sistemas 5G vão incluir acesso à núcleo, rádio, nuvem e soluções de gerenciamento, veja algumas dicas para seguir:

  • planeje toda a transformação, pois é necessário pensar em novos clientes e mercados;
  • escolha fornecedores confiáveis, que vão ajudar a selecionar as estratégias e a arquitetura certa para evoluir sua empresa. Isso otimiza a experiência e reduz riscos;
  • comece, agora, por meio de escolhas tecnológicas simples, como plataformas de análise para verificar dados, sistemas em nuvem para modernizar sua infraestrutura, além, é claro, de soluções de política para uma governança bem dinâmica e adaptável.

Bom, com todas essas práticas, sua empresa vai estar realmente pronta para a tecnologia 5G e terá a chance de agregar vantagem competitiva. Tal destaque vai trazer muitos benefícios operacionais e financeiros, e vai otimizar o trabalho do time de TI, que conseguirá identificar necessidades de forma muito mais eficiente.

Às fabricas que estão expandido, é fundamental analisar se os equipamentos e máquinas estarão conectados para trocar dados e informações em tempo real. É necessário se preocupar com a indústria 4.0, pois todos os processos vão ser digitalmente conectados. Não há saída: futuramente, todas as empresas vão ser 4.0.

Enfim, como você pôde notar, a tecnologia 5G está cada vez mais próxima da realidade dos negócios. Essa rede de quinta geração promete chegar e facilitar as conexões, contribuindo muito para o aumento da performance das empresas. Por isso, o mais indicado é que os empreendedores se adiantem para que estejam preparados para ela.

E aí, o que achou do texto? Gostou de saber mais sobre a tecnologia 5G? Quer continuar aprendendo com os nossos conteúdos? Então aproveite para seguir as nossas páginas nas redes sociais e acompanhe as novidades por lá! Estamos no Facebook, no Instagram e no LinkedIn!

Compartilhe: