Saiba como melhorar o controle de acesso da portaria do condomínio

Organizar e melhorar o controle de acesso da portaria é algo de extrema importância para garantir o bem-estar e a proteção dos moradores e, até mesmo, dos próprios visitantes. Serviços que não seguem qualquer protocolo de segurança expõem o ambiente interno do condomínio à invasão de pessoas estranhas e até ameaçadoras.

Sendo assim, por mais que pareça inconveniente ter que seguir determinados passos sempre que alguém chega ao prédio, saiba que é de grande relevância não abrir exceções para que todos no espaço possam ficar mais à vontade.

Ao longo deste conteúdo, você vai conferir dicas sobre como melhorar o controle de acesso da portaria do condomínio. Então, fique atento e não pare a sua leitura por aqui. Aproveite!

Como funciona o controle de acesso da portaria do condomínio?

O controle de acesso é um trabalho de gerenciamento e fiscalização de toda e qualquer movimentação que ocorra na área externa do condomínio. Para isso, é preciso que haja pelo menos um profissional responsável por zelar pelo monitoramento de entrada e saída de pessoas. Esse profissional deverá:

  • controlar a entrada e saída tanto dos moradores quanto de seus visitantes;
  • evitar a movimentação de pessoas não identificadas ou não autorizadas no condomínio ou em eventos;
  • prezar pela estrutura da edificação, atuando como um zelador externo;
  • conter as tentativas de entradas não identificadas ou fraudulentas e comunicá-las ao porteiro do condomínio.

Sendo assim, o controle de acesso é, justamente, o trabalho de supervisionar as movimentações na área externa do prédio. Ele deve comunicar sempre que houver alguma atividade suspeita para eliminar os riscos tanto para os moradores quanto para os próprios funcionários e visitantes autorizados.

Qual é o objetivo desses procedimentos?

É muito importante que cada condomínio tenha suas regras de segurança. Portanto, essa é uma prioridade para a maior parte dos moradores que pagam suas taxas, afinal, eles querem se sentir protegidos dentro de seus lares. É fundamental que o síndico entregue esse resultado e, por isso, os procedimentos de segurança desempenham um papel tão relevante no dia a dia.

O trabalho de um controlador de acesso não é o mesmo de um porteiro. Então, é importante que esses profissionais trabalhem juntos para aumentar a qualidade do atendimento oferecido às pessoas. Enquanto o controlador cuida do espaço externo de um ambiente, um porteiro fica atento à identificação e ao registro das movimentações do local.

Em geral, o controlador de acesso é aquele que presta orientação na parte externa dos edifícios, encaminhando visitantes e prestadores de serviços até a portaria para que o serviço continue a ser prestado pelo porteiro.

Como melhorar o controle de acesso da portaria do condomínio?

Quer saber como melhorar o controle de acesso do seu prédio? Então, fique de olho nas dicas!

Faça um bom controle de entrada

A entrada do condomínio pode ser, literalmente, a porta de acesso para o perigo do lado de dentro. Portanto, é importante ser rigoroso em relação a quem entra e quem sai do prédio. Cada visitante deve ser identificado e autorizado pelo morador a acessar as dependências do prédio.

Com os prestadores de serviços, esse cuidado precisa ser redobrado, já que muitos golpistas se passam por técnicos, entregadores e demais profissionais da área para serem autorizados. O ideal é adotar um sistema que evite ao máximo o acesso de estranhos ao interior do condomínio.

Do mesmo modo, quando existem visitantes recorrentes, é interessante ter uma espécie de registro, com todos os dados dessa pessoa, tais como nome, documento, apartamento visitado e assim por diante. Caso os visitantes sejam novos, caberá ao morador fornecer todos os dados necessários para autorizar sua entrada.

Registre o acesso

Apesar de ser um processo chato para os visitantes, esse controle é fundamental para garantir a segurança dos moradores. Portanto, assim como investir em um cadastro de visitantes, também é interessante criar um registro de acesso, com o histórico de todas as pessoas que entraram no prédio e qual foi a unidade ou apartamento que visitaram.

Dessa forma, mesmo que ocorra alguma violação, a portaria terá recursos para notificar as unidades responsáveis. É claro que isso não é o ideal, mas serve, principalmente, para identificar novas tentativas de golpes e redobrar os cuidados com perigos futuros.

Nunca deixe a portaria vazia

A portaria deve estar sempre assistida, ou pelos porteiros, ou pelos controladores de acesso. Primeiramente, se o controle for muito rigoroso, nenhum visitante conseguirá entrar no interior do prédio, mesmo aqueles autorizados, portanto, isso vai gerar insatisfação dos moradores.

Por outro lado, se a portaria ficar com livre acesso e sem um profissional realizando o seu controle, absolutamente qualquer pessoa conseguirá entrar, colocando em risco, até mesmo, a residência dos moradores e a segurança daqueles que transitam pelo prédio. Portanto, certifique-se de ter uma equipe com pessoal suficiente.

Invista em tecnologia

A tecnologia também vem sendo uma aliada importante para melhorar o controle de acesso do condomínio e torná-lo mais inteligente. Isso porque, além dos sistemas tradicionais de monitoramento, que já vinham sendo empregados há um bom tempo, agora, outros recursos também se somam.

Um bom exemplo disso são as portarias virtuais, que permitem que todo o controle e liberação de acesso seja realizado de forma remota, diminuindo os riscos para o profissional que fica na portaria. É claro que, integrados a esse sistema, estão as câmeras de segurança, monitores, interfones e diversos dispositivos de comunicação entre os profissionais, os moradores e os visitantes.

Treine os profissionais

O treinamento dos profissionais é outro aspecto fundamental para melhorar o controle de acesso do condomínio. Equipes devidamente capacitadas não só garantem o bom andamento do condomínio, como também, ajudam a implementar melhorias na segurança do prédio. Isso tudo por meio de um trabalho disciplinado, cordial, discreto e ético.

É claro que, em alguns momentos, pode ser necessário substituir esses por outros funcionários, que também devem ser devidamente treinados para agir em diferentes situações, inclusive, em casos de fraudes, invasões e violações. Todos devem ser preparados para atuar em conformidade com os protocolos estabelecidos pelo condomínio.

Colocar em prática essas medidas de proteção é algo muito importante para melhorar a segurança no condomínio. Lembre-se de que o espaço interno deve ser um ambiente onde todos sintam que podem ficar despreocupados, seja para relaxar com os familiares, seja para deixar que as crianças brinquem à vontade pelo pátio.

Agora que você já está por dentro do assunto e sabe o que fazer para melhorar o controle de acesso da portaria do condomínio, que tal seguir nossas páginas no Facebook e no Instagram, e ficar por dentro das nossas novidades?

Guia prático sobre como garantir uma boa limpeza em condomínios
Compartilhe:
chat on-line
Olá, tudo bem?

Como posso te ajudar?

chat on-line
pt_BRPortuguese