O que é CIPA e por que é importante conhecer esse assunto?

As normas e leis trabalhistas têm como objetivo manter a saúde e integridade física do colaborador, para que ele possa realizar as suas atividades de uma maneira correta e segura. Diante disso, a prevenção de acidentes é um dos pontos essenciais que uma empresa deve considerar, e a criação da CIPA é uma medida essencial para garantir essa condição.

Isso porque a CIPA visa tratar a segurança do trabalho de uma maneira precisa, não importa qual seja o ramo da empresa. Ela faz parte de uma norma regulamentada pela Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), sendo obrigatória conforme a quantidade de funcionários da organização.

Apesar da sua importância, nem todos os gestores e líderes conhecem sua real finalidade. Com isso, acabam negligenciando a segurança na empresa e podem ter problemas pelo não cumprimento da legislação. Por isso, preparamos este artigo para você entender o que é CIPA e como funciona. Acompanhe!

O que é CIPA e por que é importante ter conhecimento sobre o assunto?

A CIPA é uma sigla que significa Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Seu objetivo é formar um órgão interno composto pelos próprios colaboradores que, além de atuar em sua rotina de trabalho, se responsabilizam de maneira voluntária à prevenção de doenças e acidentes no ambiente de trabalho.

Essa comissão tem a aprovação do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), sendo reconhecida como uma norma regulamentadora, a NR 05. Sua principal característica é buscar meios de oferecer condições saudáveis e seguras de trabalho para todos os funcionários, envolvidos indireta ou diretamente com a empresa.

A implementação da CIPA possibilita observar fatores de risco no ambiente de trabalho e no modo como as tarefas são realizadas. Ao mesmo tempo, busca por meios de promover a saúde do trabalhador e garantir sua integridade física, bem como de todos aqueles ao seu redor.

Também é papel da CIPA fazer a prevenção por meio da conscientização dos funcionários da empresa. Desse modo, eles são alertados, orientados e capacitados para que possam, por si mesmos, adotar as melhores ações para garantir a sua própria proteção e dos demais.

Portanto, conhecer a CIPA é essencial para que ela possa ser implementada conforme as demandas de cada empresa. Também é importante aproveitar ao máximo o potencial que essa comissão tem para garantir a segurança dentro da organização, promovendo um ambiente de trabalho adequado, com menos riscos e evitando problemas para a empresa.

Como a CIPA funciona?

Como dito, a CIPA é constituída por representantes da organização e dos empregados. Os representantes da empresa são escolhidos pela própria diretoria, enquanto para os empregados é realizada uma eleição com os nomes dos candidatos voluntários.

Desse modo, os membros da CIPA, conhecidos como “cipeiros”, realizam reuniões periódicas para dividir as funções rotineiras, além da determinação de atividades a serem realizadas pela comissão, como treinamentos, orientações e interpretação da NR 5.

Em geral, os representantes da CIPA são funcionários que atuam na maioria dos setores da empresa. Em suas respectivas áreas, promovem a disseminação das ações da comissão, como também a saúde e segurança no trabalho. Os colaboradores eleitos permanecem no mandato durante um ano, podendo ser reeleitos em uma nova comissão.

A implementação da CIPA é obrigatória para todas as organizações, independentemente do ramo. Entretanto, é preciso ter mais de 20 funcionários para que a sua criação seja realizada por meio de uma eleição. Se a empresa não se enquadrar e tiver 10 empregados, por exemplo, ela precisa determinar uma pessoa responsável para cumprir com os objetivos da CIPA.

Qual é a importância da CIPA para o setor de gestão de segurança?

Uma das principais atribuições para a gestão de segurança do trabalho é a formação da CIPA. Afinal, ela tem como função fiscalizar os colaboradores, propor medidas de segurança e saúde, além de promover a conscientização das equipes.

Seu papel junto ao setor de segurança é muito importante por causa dessas orientações aos colaboradores, pelos treinamentos que promove e por distribuir materiais que introduzem a cultura de prevenção de acidentes no dia a dia da organização.

Outros prontos essenciais de atuação da CIPA para o setor de gestão de segurança são as seguintes ações, das quais a comissão está à frente:

  • realização da SIPAT (Semana Interna de Prevenção a Acidentes de Trabalho);
  • orientação e fiscalização do uso adequado dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs);
  • promoção de cursos e campanhas de conscientização dos colaboradores;
  • elaboração do Mapa de Riscos da empresa junto ao SESMT (Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho);
  • verificação das situações que possam oferecer algum tipo de risco.

Como a CIPA impacta a gestão dos funcionários?

Para os funcionários, a implementação da CIPA tem um impacto positivo porque ela contribui para que entendam como executar suas atividades de maneira segura. Com isso, há mais tranquilidade e um melhor desempenho, sendo que riscos e condições perigosas no ambiente de trabalho são reduzidos ou eliminados.

Para os gestores, a CIPA tem um papel essencial porque ela ajuda a ter uma visão daquilo que poderia comprometer a integridade dos colaboradores. Mostra onde estão falhas ou aspectos que precisam ser melhorados e, assim, o gestor consegue direcionar melhor suas estratégias e investimentos em saúde e segurança.

É importante considerar que cada empresa tem uma demanda e, por meio da CIPA, fica mais fácil compreender qual é a daquela organização. Assim, as soluções podem ser personalizadas de acordo com essas necessidades; e os resultados alcançados são ainda melhores, garantindo a total proteção de todos os envolvidos.

Esse cenário que visa zelar pela saúde de todos envolvidos agrega mais credibilidade para a prestação de serviços e produtos da empresa, pois ela adquire uma boa reputação, o que resulta no aumento da prospecção de fornecedores e clientes.

Por que é importante se importar com essa questão?

O que não podemos esquecer é que todas as estratégias e medidas que são adotadas para garantir a saúde e a segurança dos colaboradores se revertem em benefícios para a empresa. Ela sofre impactos diretos e indiretos dessas ações positivas; por isso, é fundamental se importar com a implementação e a boa atuação da CIPA.

Como dito, essa comissão tem o importante papel de identificar onde estão possíveis falhas nos processos das atividades da empresa. Logo, sua atuação ajuda a reduzir também os prejuízos que a organização sofre pelo afastamento de profissionais em decorrência de problemas de saúde ou acidentes.

Além disso, minimiza os riscos de multas ou processos em função da negligência para com a integridade dos colaboradores. Ao mesmo tempo, reduz os impactos financeiros que tudo isso pode provocar. Ainda, vale ressaltar que uma equipe saudável e satisfeita com seu local de trabalho produz mais e melhor, garantindo a qualidade e agilidade das entregas.

Outro aspecto que mostra a importância da CIPA é a credibilidade e a imagem que a empresa gera para si mesma. Zelando pela saúde dos seus colaboradores, ela demonstra sua responsabilidade, e isso cria um diferencial aos olhos da sociedade, favorecendo a prospecção de clientes e um melhor relacionamento com os fornecedores.

A CIPA é essencial porque garante proteção, saúde e qualidade de vida no trabalho, portanto, é válido rever e adequar os processos da sua organização. Uma ótima opção é contar com uma empresa especializada para implementar as medidas adequadas para o seu negócio . A Verzani é a parceira ideal, pois oferece soluções personalizadas conforme a demanda de cada empresa.

Conte com o suporte de quem entende do assunto. Interessou-se? Entre em contato conosco e confira as soluções e serviços que temos à sua disposição.

Compartilhe:
en_USEnglish